19.1.10

Sem título - Miguel Piñero




Há coisas que nunca mudam.
E nós somos uma delas, minha querida.
O problema com nosso amor está aqui.

O problema com nosso amor está aqui.
Quando você não pode me olhar nos olhos e mentir.
Quando você foge pra tão longe,
que esquece para onde voltar...

Agora, somos o que nunca queremos ser,
Vá em frente, me culpe...

Há coisas que nunca mudam.
Agora nós somos dois estranhos com um passado
e um futuro, que não vai durar,
e isso é um problema com o nosso amor.
Noite passada nós vimos coisas do tipo que nunca fizemos.
Ambos pegamos nossos caminhos e nos escondemos.







Revista Confraria nº 25,
edição impressa nº 1