3.11.09

Spring Garden - Philadelphia - de Miguel Piñero

Tradução Anderson Fonseca e Ricardo Marques




Spring Garden veste uma jaqueta de brechó no verão…
Mentes abertas olhos para cima & para baixo em suas ruas se divertindo com os grafites gravados nas paredes por dedos aborrecidos /
pensamentos aborrecidos / de espíritos com falta de motivação

São 8 da manhã em ponto & corpos latinos estão reunidos para guerrear contra a cidade –
aventura de crianças em suas missões suicidas
ESCOLA / um campo de batalha de uma educação não existente

Bibliotecas estão abertas 22 domingos por ano…

Os pais tem direcionado seus cuidados para brigarem entre si
As fábricas; os chefes; os supervisores antes
homens do campo compais...
Ruas frias cruéis de metal e concreto onde sorrisos vem famintos do eterno
cobrador de impostos


São meio dia & disputas de queda de braços acontecem
nas filas dos abrigos...
garrafas de vinho suave são arremessadas no vazio, mas cheias de arrependimento
na sarjeta
moscas / insetos / vermes/ baratas brigando pelo gosto da esquina
que as línguas humanas não alcançam...

Os traficantes estão acordados do sono de beleza deles
contando a grana da noite passada – descontando o pagamento de hoje ...
michês bêbados & sacolés de heroína...
a farmácia deles a céu aberto na 14 & Green
está sendo dirigida por Don Ernesto el bolitero

O mal brujo contempla Doña Clara la espiritista
& a multidão faminta inicia el señor santo
para concordar com os sonhos de Doña Clara & as interpretações dos presságios
de uma vez... por favor hoje é um bom dia para acertar o número...

Doña Clara reza também...
Tem uma gorjeta de 20 dólares na loja
mira mira me pegué & uma viajem pa’la ilha...

A mucho precisava de férias...

São 6 da tarde & os latinos que vão dançar
estão pegando trouxinhas de boa yerba colombiana
(Eddie Palmieria estará na cidade hoje a noite)

SALSA

quem tem o melhor cigarro na cidade Flaco
Tabaco-Tabaco suelto y en saco

um provérbio americano:
“Se você não anunciar – você não vende” ...

El Bodeguero está amaldiçoando sua mulher / sua amiga /
Ele mesmo pediu leite o suficiente mas não
cerveja o bastante ... porque
o dia se rendeu para a noite &
o gueto está pegando fogo...

La calle está ocupada
sons de anel vá leevio... pique se esconde
pra cima & pra baixo na rua...
jovens garotas em jeans apertados flertando
com jovens cabeludos ... que oferecem
assobios & comentários & promessas

Oye, negra ¿to eso tuyo?
¡Si te cojo, nena!

¡Qué lio te buscará!!!!
¡Pero qué buena está la hija!!!¡Pero qué buena está la mamá!!!!
A grama está cheia de jibaro y salsa música
que viva la música . . .

As soleiras são agora areais para dominó
Amigos de jogo...
Palcos para conga mãos tocando, brincando ou jogando
tu cul pa cul pa ... boom pa ... boom pa...
Tem uma discussão pesada no bar
Uma discussão de família nos degraus

¡Me cago en tu madre hijo de la gran puta!!!!
¡La tuya que me comadre!!!

A policia cercou este bairro 5 vezes
Uma mulher dando a luz foi ouvida no apt. 3
Morte silenciosa visitou a porta ao lado. OVERDOSE

São 11 da noite & 8 rostos velhos cansados e enrugados
sentados & planejando lembranças nos degraus
do departamento da juventude...

e agora enquanto volto no carro de Rosita
para meu hotel solitário ... aquele sentimento morno,
escapa de meu corpo

e eu lembro que estou na Philadelphia
e não em Lower East Side.

Nenhum comentário: