6.8.09

O homem de sapatos lustrados

Reparo agora um homem de sapatos lustrados. Está diante de mim, de short havaiano, camisa de pólo vermelha e com seus sapatos pretos lustrados, sentado num banco da praça central, com as pernas cruzadas e olhar altivo. Está ali, bem a minha frente. Não é preciso perguntar o porquê dele lustrar os sapatos, é notável o orgulho e a nobreza que mantém conservados neles como figuras de uma lembrança, quiçá valiosa. E sob aqueles sapatos esconde os pés calejados e velhos, e a firme convicção de ter vencido a vida. Eu o fotografo com o olhar, imóvel, atrás das persianas do escritório, enquanto, transeuntes atravessam o ar frio, esmagando o chão, sem perceber este homem, que exibe orgulhosamente os sapatos.
16/06/09

Nenhum comentário: