14.3.09

Convidada Tania Alice


















Convidamos a escritora Tania Alice para publicar aqui alguns de seus poemas, poemas estes que são aspirações na carne, poemas que são como pincéis - suaves linhas no papel.







olhe

monstros emergentes
sobem nas veias no vento
na anestesia geral

o incêndio do mundo é invisível








promete
soltar aves no céu
encontrar palavras blue
correr com os sopros
inundar retinas
promete
perder a cabeça
alar o corpo
não ferir rios
ler iris
suspender palpebras
promete
alucinar palavras
febrilmente sede
promete
domar cavalos
florescer a selva
promete
mesmo que nunca seja
promete
a noite é longa
a luz é pouca
promete
prom
pr
p








variação VIII



as pinceladas se fazem dispersas quando tento descrever as marcas carnais no meu corpo, aspirações profundas da carne, quero te penetrar corpo e alma em recordação, corro em busca desse tempo desmaiado, te perdi, te perdi definitivamente, onde correr, agora?
- você estava e já não é mais, nessa tela invadida pelos meus fantasmas que desacreditam nos seres humanos -

anywhere, but out of this world.

(In: Blue Note Insônia, Editora Anome Livros, 2007)





Tania Alice é escritora, performer e encenadora. Viaja artisticamente com amores, palavras, mochilas, amigos. Reside no Rio de Janeiro. É professora-doutora de Dramaturgia na Universidade Federal.

Nenhum comentário: