8.8.08

Sobre a 3ª Sentença












Entre as quatro lâminas que figuram em Cabala Spiegel der Kunst und Natur de Steffan Michelspacher publicadas em Ausburgo em 1616, a mandala acima é chamada a terceira lâmina, cujo título é: O Meio : A conjunção., por representar um dos processos de desenvolvimento do alquimista.
O alquimista, de olhos vendados, está em busca do conhecimento dos processos que se dão no interior da substância terrestre. “Ele procura agarrar a essência interna desse conhecimento, procurando trazer à luz aquilo que se encontra internamente, sendo representado em sua busca da fugaz sabedoria pela perseguição a um coelho que se esconde na terra, no sopé da montanha cósmica” _ Adam Mclean*. O resultado dessa busca, após o alquimista passar pelo processo de trabalho das doze substâncias que correspondem aos doze signos do zodíaco relacionando-as as setes forças planetárias existentes no interior da Terra, é, a conjunção entre o Espirito e a Matéria (no Templo sob a terra) no ser do alquimista. A razão desta mandala é somente para representar a busca do poeta pelo poema e o efeito desta busca na manifestação vertical do poema sobre o poeta.

Nenhum comentário: