8.8.08

Filosofia da Poética (Ensaio Ilustrativo)




Parte II



que reduza o poeta e o alfabeto
à mais singela expressão fluida.
Algo como o sábio desprezo pelas calorias,
quando os que são afins se unem por completo
.”
_
NaCl do poema de Marlos Degani.




A Terceira Lâmina




1ª Sentença: O Poema preexiste (num espaço-tempo abstrato) e é descoberto, existe (independente), e coexiste (simultaneidade a outros poemas) num universo oculto e atemporal. – Esta sentença está comentada na Parte I do ensaio.

2ª Sentença: O Poema busca seu/o poeta.

3ª Sentença: O Poema quando encontra seu/o poeta conjuga-se a ele (ato de verticalidade poética, exemplo teosófico: A encarnação do Verbo divino, A emanação das dez sefirots (esferas divinas) nos mundos inferiores.)

Nenhum comentário: