26.7.08

Luís Maffei




Comentário: Luís Maffei escreve um poema seco ao descrever um suicídio de um repórter Hunter S. Thompson, o poema seco, é uma das características mais bem-vindas à poesia porque se desprende em parte o poeta da imagem que poetiza. O poema seco é quase um relato, uma nota, uma observação o eu lírico nele participa como observador.







DO HUNTER


Matou-se Hunter S. Thompson num domingo
à noite do Colorado.
Que sei eu dele? Era repórter
e escrevia
tomava drogas
álcool e
tinha pistolas
em casa.

Pouco li que tenha escrito
nem houve nota
de suicida.
Houve

o suicídio
dum homem de 69 anos

que bebia
e por isso
devia ter alguma dificuldade motora
que não se deu enquanto apertava o
próprio pescoço
ou melhor
o gatilho dum revólver
talvez
ou coisa que o valha
(só ele saberá ao certo e
nem importa isso lá tanto).

Mas matou-se um meu desconhecido
que tinha
precisamente
69 anos de idade:
os deuses não amam suicidas cujo
esporte seja
antes de outro
o tiro.











Luis Maffei é poeta (A, 2006 e Telefunken, 2008) e professor de Literatura Portuguesa.

Nenhum comentário: